sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Valeu!

Sim, valeu.
Valeu a pena.
Talvez por eu não ter escolhido este curso com o coração e sim com a razão,
eu tenha demorado a vir aqui escrever alguma coisa.
O único cromossomo Y da turma de Sapiranga.
Ficava difícil chegar atrasado, faltar ou sair antes sem ser notado :)
Conheci pessoas muito especiais neste curso.
Colegas, Professores(as), Tutores(as).
Aprendi muito sobre Educação. Suas vitórias e suas mazelas.
Mas principalmente conheci algumas de suas heroínas. 
Ter este diploma tornou-me oficialmente um educador.
Mesmo que futuramente não esteja mais
dentro de uma sala, ou de uma escola, me parece que esta fatia da minha personalidade
(quase uma sina familiar da qual tentei escapar muitas vezes) irá me acompanhar.
Esta conquista me possibilitou olhar pra frente e fazer novas escolhas
e constantemente re-escolher esta profissão.
Talvez eu tenha resolvido escrever hoje porque, minutos atrás escrevi um texto sobre a escola em que eu estudava no ensino médio.
Minhas maiores lembranças eram das bagunças com os colegas e principalmete de um grupo de professores muito especiais que influenciaram minhas escolhas, minha visão de mundo e também minha personalidade.
Talvez isso me faça querer fazer a diferença ainda.
Obrigado a todos e a todas que me ajudaram nesse processo.


sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Querida vice Cecília!!!

Esta semana foi de notícia triste!! Fiquei sabendo que nossa querida e amada Cecília deixará nossa escola porque foi chamada para assumir em outra cidade.
Nós perderemos uma pessoa maravilhosa mas para onde ela for ficarão felizes .
Os alunos com certeza perguntarão muito pela vice pois estavam sempre procurando por ela para terem uma conversinha, um atendimento carinhoso como só ela sabia ter com eles, sempre admirei muito este jeitinho especial que ela tinha com as crianças, sempre amável e divertida.
Cecília você sabe que foi muito importante a tua presença na escola.
Que Deus ilumine o teu caminho e que você seja muito feliz em tua nova escola

quinta-feira, 24 de março de 2011

Parabéns a todas.

Parabéns a todas/o pela magnífica vitória alcançada. Tenho certeza que marcará a nossa vida para sempre.


Abs, Gerson Luiz Millan

domingo, 30 de janeiro de 2011

Reflexões...

Oi, Professor!

Eu tentei o mestrado, e ainda não deu, sei que tenho muita leitura e crescimento na escrita por fazer... mas estou tentanto como aluna PEC, e se não der, gostaria de tentar o pós a distância...só que a minha área preferida, e isso também envolve tecnologias e mídias´, é a social. Vejo que a maioria tende para psicopedagogia.. acho interessante também...aí, pensei..... assim como existem alguns cursos de um mês, dois, um dia, etc... presenciais... poderia haver uns a distância, eventualmente... contemplando também as áreas sociais...Sei que é difícil a estrutura a ser montada, mas sabe-se lá... de repente, vocês adotam mais essas possibilidades.!!??

Um grande abraço. Zilá.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Trajetória das Alunas e do Edson - Parte I


Parabenizo as alunas e o aluno do PEAD no Polo de Sapiranga pela sabedoria e pela coragem, de saírem das fortalezas seguras de suas salas de aulas e de seus lares para embarcarem em uma fantástica aventura. Parabéns por se determinarem a sair em busca de novos conhecimentos para aprimoramento profissional. Parabéns por embarcarem na Caravana do PEAD que, por tudo que tiveram que enfrentar, poderíamos chamar de Caravana da Coragem.

Como toda aventura que se preze, esta nossa teve muitas etapas, com muitos desafios e muitas conquistas. A cada semestre, como contrapartida, aprenderam a articular novos conhecimentos, ganharam muitos sorrisos de seus alunos (em retribuição pelas inovações), conquistaram novas ferramentas para compreender o mundo, descobriram novas formas de usar as tecnologias em suas vidas pessoais, identificaram novas formas de pensar o trabalho de sala de aula, perceberam novas formas de analisar a informação entes de tomar uma decisão etc.

Mas, como toda aventura fantástica, esta também teve seus monstros. A estes, tiveram que enfrentar juntas, com nosso apoio, um a um. E, após dominá-los, perceberam que por passe de mágica viravam nossos aliados. Ficaram bonzinhos, domesticados, prontos a ajudar nas etapas seguintes.